A Cerimónia na Igreja segundo o Fotógrafo de Casamento

Quando uma noiva entra na Igreja sabe que está a um momento de uma passagem de um estado para outro e que a sua vida está pensada em termos de futuro junto de quem a espera ao fundo do corredor central da Igreja escolhida. Do lado de dentro um noivo, e romanticamente extrapolo, ainda em estado de graça por ter sido escolhido para a receber, ali, naquele local em acto simbólico, mas ligador, se darem por sim e para a vida.

É um privilégio poder ver tudo como se do lado de fora estivesse o fotógrafo de casamentos. Um noivo já junto ao altar, de valor simbólico e selo garante do que ali se passar, olha nervosamente para o vazio da porta gigante desejoso de, sobre forte contra luz tão ofertora de belas fotografias, ver aparecer sob a forma de silhueta a sua noiva, como se do mundo dos anjos viesse, em começo de caminhada até ao seu lado esquerdo e começar, por prior inspirado, cerimónia com palavras e gestos que ligam.

Poder olhar pelo rectângulo, que me permite escolher que pedaço do que se passa vou transformar em fotografia, ver trocas de olhar entre os noivos que pela tensão e nervosíssimo me vão entregando excelentes razões para pressionar aquele botãozinho que origina as fotografias, melhor escolher para mostrar a maravilha do espaço escolhido ou, ainda, qual o estado de espírito de alguns familiares e convidados. Este poder e privilégio deve ser usado com respeito pela razão de ali estar, a confiança do casal, e, por isso, dar tudo para que esta minha leitura tenha em si a verdade dos momentos e a criatividade que consegui.

Saber equilibrar a razão de ali estar, o constante visionamento de imagens a recolher como se pescador em dia de boa lua fosse, a noção das regras que são devidas ao lugar e, finalmente, não ultrapassar a paciência do oficiante do dia é tarefa não muito fácil e que deve ser levada com todo o esmero de modo a tudo chegar a um belo final. Por tudo isto digo, com verdade e gosto, ser uma maravilha me apresentar fotógrafo de casamento. Pode contar comigo.

Texto e Fotos: Fernando Colaço

0953

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.