Tal como algumas receitas de culinária precisam de condimentos obrigatórios assim o casamento precisa de fotografias. Poderá parecer uma analogia forçada já que é escrita num site de um fotógrafo de casamento e que vive de...fazer fotografias. No entanto fazer fotografias não é bem o que o fotógrafo de casamento, este, faz. Fazer uma fotografia requer todo um processo de criação de todos os elementos, do cenário, do assunto principal a ser fotografado, dos elementos que possam decorar todo esse conjunto acabando por, também, controlar o equipamento para fazer a tal fotografia.

Mas o fotógrafo de casamento não tem nenhum controlo sobre a primeira parte do parágrafo anterior. O cenário e os elementos, que irão compor a fotografia, são tão fugidios e rebeldes que qualquer tentativa, da sua parte, para parar tudo que quero foto iria transformar um dia que se quer solto e livre na coisa mais enervante, por parte de todos os que ali estão para celebrar e festejar, em vez de aturar um fotógrafo armado em maestro.

Por isso este fotógrafo de casamento optou pelo método do fotojornalismo. Ou seja, terá que inventar todos os meios de mobilidade rápida, que encolher e esticar-se, descobrir todos os vasos de flores, costas de cadeiras, buracos de fechadura e portas entreabertas para emoldurar, como bem fica, noivos e noivas em fase de cuidados, por parte de quem os ama, em cerimónias envolventes em igrejas escolhidas ou rodeados de flores em arcos encarregados de ouvir sins que mudam a passagem do dia. Cabe ao fotógrafo de casamentos decidir como transformar em fotografias tudo isso que vai encontrando conforme o dia do casamento se desenrola.

Da minha parte, garanto, que não me retenho em meios e forma para o atingir. Sou fotógrafo de casamento com grande gosto e só encontro uma palavra para resumir o meu estado durante todo o dia do casamento cumprindo a minha parte: alegria. Alegria de ter sido escolhido e alegria de ali estar a fazer o que mais gosto.

Convido a ver os casamentos que tenho para mostrar aqui no meu site. Desejo, sinceramente, que goste e que me contacte.

Sofia e Ricardo

Elle e Markus

Margarida, Filipe e Carminho

Hélia e Ricardo

Andreia e Luís

 

Ao seu dispôr

Fernando Colaço