Afternoon at Quinta da Regaleira in Sintra

THE MYSTERIES OF THE GARDEN

Sintra always is a idilic place to any wedding photographer. Streets, small roads, hills and forests always give us the best photographic subjects, engaging scenarios and only the lack of imagination can be the limit. From the several gardens, that Sintra own with great proud, the Regaleira garden it is, for sure, the most intense. Since the upbringing to the fruition of the ground. It is the kind of space that we visit not only because the beauty but, specially, by the push of the imagination because we know, that below all of the beautiful trees and on the precise designed walkways, that in the passed, all king of parties, rituals, and gathering charged with mystic ideas from what can be our life and all the connections that we do not understand well.

Because of this, it is natural that a wedding photographer, from time to time,  will come back with a bride and groom and envolve them with the dozens of ways that this garden aloud. It was like that with Micaela and Eduardo, from the other side of the Atlantic, cognizant of all mysteries of the garden and, because of that,  they wished a session with photographic cameras and lens, and all.

Here are the photos, some of them, stolen between branches and foliage of the great old trees, witness of the old stories that charge our imagination in the ground roads specially designed to do that in our mind, the great well, with long stairs driving us to the deep of our existence. Well, at least, we imagine that, even if we do not take it seriously . To the wedding photographer only the photos matter. And here they are.

OS MISTÉRIOS DE UM JARDIM

Sintra será sempre um idílio para qualquer fotógrafo. Com as suas ruas, caminhos, colinas e florestas temos à nossa disposição uma quantidade enorme de assuntos fotográficos, cenários envolventes e só a falta de imaginação pode ser o limite. Dos seus vários jardins o da Regaleira será, de certeza, o mais intenso. Desde a sua concepção à sua fruição. É um espaço que se visita não tanto para usufruto do espaço, claro que também, mas pelo que ele estimula a nossa imaginação no momento, e, sobretudo, sabermos que se passaram, entre estas árvores, plantas e nos seus caminhos pensados ao pormenor, no passado, rituais, festas e encontros carregados de misticismo e de ideias mais variadas sobre o que poderá ser a nossa vida para além de, simplesmente, estarmos vivos.

Por assim ser, é natural que o fotografo de casamento, volta e meia, volte a este local com um casal de noivos para o envolver nas mil maneiras que este jardim permite. Foi assim com a Micaela e o Eduardo que, vindos do outro lado do Atlântico, sabedores dos mistérios do jardim assim desejaram sessão com máquinas fotográficas, lentes e tudo.

Ficaram as fotos, algumas delas, roubadas entre as sombras e folhagens das grandes árvores, testemunhas de histórias que estimulam a imaginação dos humanos, nos caminhos desenhados com esse intuito e, no grande poço com escadas, destinado a transportar-nos ao fundo espiritual da nossa existência. Bem, pelo menos, assim o imaginamos mesmo que o não levemos a sério. Para o fotógrafo de casamento apenas interessam as fotos. E essas aqui estão.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)