Wedding at Quinta da Cascata, Mafra

The last days of August leave the hot days of the Summer behind, and when September walk slowly to the begin of the fall, the wedding photographer start to think about the season that enter in the final fase. But it is exactly the opposite. With the last weddings to photograph he have in hands, still, the photo edition from the last weddings, the design of the albums, the meetings to approval those albums, the meetings to deliver the work already done, the send to the laboratory those who need to be printed, aprove the prints in the lab of the albums to be finished, pick up those, accept some ordered photos from the guests, send them to print and pick up them to post for the clients and….wow, it is a lot of things that a wedding photographer do. AH!… and, thankfully, the new meetings for the next clients.

However I do not know a wedding photographer that, in the field in wedding day, does not deliver everything he, or her, can to bring the maximum of is knowledge and energy, even in the end of the season. His love for photography and the pleasure, after all that hustle and bustle, of delivering the final work to the no more bride and groom and seeing those smiles hear to hear, happy with the photos that will remember, through time, the best day of their life, their wedding day.

I was like that when I delivered to Margarida and Filipe the album, and all work, remembering the great party at Quinta da Cascata, near Mafra in Portugal.

A passagem do Agosto para o Setembro faz lembrar ao fotógrafo de casamentos que a temporada entra na sua fase final. No entanto não quer dizer que as coisas amainam na sua labuta. Antes pelo contrário. Além dos casamentos que ainda precisam de ser fotografados tem, em mãos, ainda, as edições das fotos, a paginação dos albums, as reuniões de aprovação dos mesmos, as reuniões de entrega dos trabalhos já prontos, o envio para laboratório do que precisa de ser impresso, ida ao mesmo para aprovação das impressões de albums antes do acabamento, buscar esses trabalhos prontos para entrega, dar conta das encomendas de convidados que estiveram nesses casamentos com o respectivo envio para laboratório e postagem no correio e….ufa, é muita coisa que um fotógrafo de casamento faz. AH!… e, ainda e felizmente, as reuniões para os novos clientes.

No entanto não conheço que exista um fotógrafo que, em campo em dia de boda, não se entregue ao máximo no dia em que está de serviço em mais um casamento em princípio de fim de época. Pelo contrário. O seu gosto pela fotografia e o prazer de, depois da lufa lufa, entregar o resultado do seu trabalho aos noivos, que já não são, e vê-los de sorriso de orelha a orelha, satisfeitos com o que levam e lhes vai lembrar, no tempo, o seu grande dia, o dia do seu casamento.

Foi assim que me senti quando entreguei à Margarida e ao Filipe o album e o resto do trabalho lembrando a grande festa na Quinta da Cascata para os lados de Mafra.

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.