O padre, os noivos e o fotógrafo de casamento

Fotografar a cerimónia de casamento é, para mim, o maior, e melhor, desafio do dia. Se civil é pela rapidez de reacção que é necessário ter para conseguir, ás vezes, em muito poucos minutos a variedade de fotografias que contem o que se passou, onde se passou e como se passou. Acreditem que ás vezes necessita mais adrenalina da que precisa marcador de penalti quando, desse pontapé, fica decidido a vitória ou a perda da taça.

Mas falemos da outra cerimónia, a da Igreja. Mais longa, em espaço muitas vezes a gritar fotografa-me a partir de todos e para todos os ângulos e … o senhor padre faz aquele sinal, muito educado, que chega de fotografias. O mundo cai a meus pés, a minha vaidade leva uma grande humilhação e ó senhor padre a fotografia é que é a coisa mais importante hoje, que não se diz mas se pensa muito alto, e encosto porque quem manda, manda.

Compreendo e respeito o espaço e a cerimónia mas o senhor padre também precisa de perceber que é um dia muito especial, que vai ser através destas fotografias que este casal, que com tanto gosto aqui está, vai, quando forem velhinhos, recordar este momento tão importante para eles e o senhor padre até aparece em algumas das fotografias e a sua Igreja é muito bonita…

Pois, não se discute com o senhor padre, primeiro porque não e segundo porque era o caminho mais curto para ser convidado a ir fotografar as paredes antigas do exterior da Igreja em vez de lentamente, à socapa, com pézinhos de lã lá ir clicando, mudando de lente para aquele efeito com as flores do altar, de joelhos ali porque vai melhorar o ângulo de toma e desejando com todos os desejos que existem para desejar que o senhor padre não leve a mal e, pronto, já se fez.

Agora não se pense que é a regra. Não é não senhor. A esmagadora maioria dos senhores padres sabem que o dia é festa, de celebração, de alegria e que faz parte ter lá um chato de um lado para o outro a levar para a eternidade os momentos que não voltam dessa cerimónia. Ás vezes sou eu.

Texto e foto: Fernando Colaço

1188

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.