Vivam as noivas ainda sem o vestido

Se existe momento que maior prazer me dá fotografar no dia do casamento é o da preparação da noiva. Não só o acabar do vestir onde, finalmente, a vemos como tal e, também ela, pela primeira vez, se sente aquela princesa sonhada durante, ás vezes, quase uma vida. É aí que a sua atitude, estado de espírito e emoção tomam conta dela e todo o seu ser palpita de uma vida que qualquer fotógrafo de casamento deve estar preparado para não perder um bocadinho que seja.

Mas voltemos um pouco antes. Ali, onde mais do que fazer uma cobertura fotográfica eu aproveito para admirar algo que faz parte do ser mulher, feminina e corajosa e transformar isso em fotografias que me são atiradas a cada momento tornando-se, muitas vezes, viciante.

Não vou à procura de noivas em preparação sorridentes, a transpirar felicidade ou em antecipação frenética do que está para vir. Vou encontrar mulheres antes de serem assim, irradiantes, mas que só acontecerá mais tarde. Quem é que pode estar a sorrir para fotografia quando lhes puxam os cabelos com uma intermitência de bater de asas de colibri, enquanto suga o delicioso mel das plantas, quando pela antecipação a noite foi passada em branco e o estado de nervos fez aparecer aquela maldita borbulha, ali, onde se nota, mas que maquilhadora dedicada  faz desaparecer, quando sem dar por isso as suas amigas em despedida de véspera a fizeram chegar pela última vez a leito, que já não vai volta a ser preciso, a horas tardias,  a belos cabelos que têm o dom de tornar doloroso cada acerto de escova de cabeleireira rápida que transforma o acto de fotografar em autentico jogo de perícia e rapidez e respondem com coragem de guerreiras ao está nevosa? quem eu? não, de maneira nenhuma e, de facto, ainda não se nota nada até que o lindo e escolhido, com desvelo, vestido toca corpo e mente , pela primeira enquanto noiva, tão estoicamente preparados para tal. A partir dali é outra história e que caberá noutro capítulo.

Só posso agradecer a magníficas sofredores por boa causa e aproveitar o que tão estoicamente me dão para preencher de fotografias de casamento os cartões das minhas máquinas fotográficas e, depois, as transformar em impressões em papel de tocar com dedos e olhos e que serão os testemunhos do que se passou em tão corajosos e ultrapassados combates para, no fim, se passear entre está linda, viva a noiva, que maravilha e  noivo em fundo de corredor, ou tapete, a espera para que dentro de pouco tempo a leve em viagens de vida e futuros que se desejam eternos e cumpridos.

Texto e Fotos: Fernando Colaço

Estas fotografias, deste ávido fotógrafo de casamento, são uma sincera homenagem às noivas, ainda sem o vestido, e ao que as torna completas enquanto noivas e enquanto mulheres e fazem os homens, enquanto noivos, esperar por elas em estado de eterno agradecimento por tê-los escolhido para este dia.

Vivam as noivas.

Texto e fotos: Fernando Colaço

0033

 

0051

 

0053

 

0075

 

0077

 

0078

 

0084

 

0097

 

0134

 

0213

 

0371

 

0423

 

0498

 

A2043

 

AC0559

 

AD0622

 

AG0282

 

AG0296

 

AH0395

 

AH0411

 

AI0110

Share This:

Leave a Comment

  • (will not be published)

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.